Gravidez acima do peso: o que fazer?

A gravidez acima do peso precisa ser mais controlada porque o excesso de peso aumenta o risco de complicações durante a gravidez, como hipertensão e diabetes na mãe, e problemas congênitos do bebê, como defeitos cardíacos.

Embora uma dieta para emagrecer não seja recomendada durante a gravidez, é importante controlar a qualidade dos alimentos e a quantidade de calorias consumidas para que o feto receba todos os nutrientes de que precisa para se desenvolver sem que o peso da gestante aumente desordenadamente.

Se uma mulher está acima de seu peso ideal, é importante que ela perca peso antes de engravidar para atingir um índice de massa corporal aceitável e, assim, reduzir o risco associado ao excesso de peso durante a gravidez.

Nestes casos, é muito necessário controlar a alimentação antes e durante a gravidez, perder peso antes da gravidez também ajudará a mulher a sentir o bebê durante a gravidez, pois o excesso de gordura impede de sentir que seu bebê está se movendo.

Quer saber mais sobre este assunto? Continue a leitura conosco.

Gravidez acima do peso
Gravidez acima do peso

Quantos quilos uma grávida acima do peso pode engordar?

O peso que uma mulher deve ganhar durante a gravidez depende do peso da mulher antes da gravidez, que é medido pelo índice de massa corporal, que relaciona o peso à altura.

Portanto, se o índice de massa corporal era:

  • Menor que 19,8 (abaixo do peso) – o ganho de peso durante a gravidez deve ser entre 13 a 18 quilos;
  • Entre 19,8 e 26,0 (peso adequado) – o ganho de peso durante a gravidez deve ser entre 12 a 16 quilos;
  • Maior que 26,0 (acima do peso) – o ganho de peso durante a gravidez deve ser entre 6 a 11 quilos.

Em alguns casos, as mulheres obesas podem não ganhar peso ou ganhar muito pouco peso durante a Resultado, porque conforme o feto cresce e a gravidez avança, a mãe pode perder peso comendo alimentos mais saudáveis. E, quando o peso do bebê aumenta, isso compensa o que a mãe perdeu.

Quais os riscos da gravidez acima do peso?

Os riscos da gravidez acima do peso estão associados a problemas para a saúde da criança e da mãe.

Gestantes obesas têm maior risco de desenvolver hipertensão, eclampsia e diabetes gestacional, mas o bebê também pode sofrer com o excesso de peso da mãe.

Aborto espontâneo e o desenvolvimento de defeitos congênitos, como defeitos cardíacos ou espinha bífida, são mais comuns em mulheres obesas, assim como um risco aumentado de parto prematuro.

O período pós-parto em mulheres obesas também é mais difícil, com um risco aumentado de má cicatrização.

Portanto, a perda de peso antes da gravidez pode ser uma ótima maneira de progredir sem complicações.

Qual a alimentação ideal para a grávida obesa?

A dieta na gravidez acima do peso deve ser balanceada e variada, mas deve ser calculada por nutricionista para garantir que haja nutrientes suficientes para o desenvolvimento do feto.

Além disso, dependendo do peso da gestante, pode ser necessária medicação adicional.

É muito importante não comer alimentos gordurosos, como frituras ou alimentos embutidos, doces e refrigerantes.

Os exercícios físicos podem e devem ser usados ​​como forma de evitar o excesso de peso, mas as grávidas devem sempre consultar um obstetra antes de iniciar qualquer exercício.

Dicas para controlar a saciedade

Saiba controlar os seus desejos

Um estudo descobriu que a frequência desses desejos pode levar a um ganho excessivo de peso e ser um fator de risco para doenças como diabetes gestacional, então pense duas vezes antes de escolher comer por impulso.

Tenha cuidado com os horários

Outro estudo descobriu que mulheres grávidas que tomam café matinal cedo têm uma proporção maior de energia para carboidratos pela manhã e uma proporção menor em suas refeições à noite, o que pode contribuir para a perda de peso.

Elas também têm uma dieta melhor do que aqueles que comem tarde da noite. Moral da história: estabeleça uma rotina alimentar e capriche no seu café da manhã.

Fique de olho nos seus hormônios

Tanto a fome quanto a saciedade são reguladas no hipotálamo, localizado no cérebro, a partir do qual hormônios como a progesterona são mais ativos durante a gravidez.

Portanto, visite seu médico para fazer exames que mostram como os hormônios podem afetar seu corpo, especialmente aqueles que podem levar a um aumento repentino de peso.

Dê preferência aos alimentos da dieta mediterrânea

Azeite, tomate, vegetais e outros alimentos da conhecida dieta mediterrânea podem ajudar a mantê-la saudável durante a gravidez.

Os pesquisadores sugerem que esta dieta pode reduzir o ganho de peso e reduzir o risco de diabetes gestacional.

Conclusão

Para prevenir o desenvolvimento de doenças durante a gravidez, você deve monitorar sua dieta antes e durante a gravidez.

A alimentação inadequada não só altera a aparência e o físico da mãe, mas também pode prejudicar o bebê, como falado anteriormente.

Portanto, um cardápio completo e saudável é bom para vocês dois e evita uma gravidez acima do peso.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.