Na hora de escolher roupa de criança é comum surgirem dúvidas quanto ao estilo, tamanho, cores e preferências dos pequenos.

O que muitos adultos não sabem é que é possível consultar uma fonte segura para não errar.

Isso mesmo. A melhor forma de evitar comprar peças que não serão usadas é pedir a opinião da própria criança, caso ela já tenha condições de avaliar a situação.

Se ainda for muito pequena, é importante que os pais ou adultos responsáveis pela compra, fiquem atentos a algumas informações.

Quer saber quais são elas e como vestir bem uma criança em 2022? Nos acompanhe até o final e não cometa mais erros.

roupa infantil tendencias
Foto de Bess Hamiti – Pexels

4 dicas para escolher bem roupa de criança

1. Preze pelo conforto

Muitas pessoas na hora de comprar as roupas infantis, não avaliam o nível de conforto das peças, o que resulta em rejeição por parte de quem vai usar.

É comum ouvir reclamações de que uma calça, bermuda ou mesmo camisa está incomodando.

Para evitar que esse problema aconteça, prefira sempre conforto. Dificilmente ele virá de peças mal costuradas ou cortadas.

A produção em grande escala não pode ser uma justificativa para roupas que machucam por seus acabamentos grosseiros.

Sendo assim, comprar peças de fornecedores que se preocupem com o bem estar das crianças é fundamental.

As roupas devem ser cortadas e costuradas visando promover o conforto e a satisfação dos baixinhos. Afinal de contas, seus dias são sempre cheios de alegria e muita animação.

2. Qualidade

Esse é o segundo item que deve ser observado. A qualidade deve andar de mãos dadas com o conforto. Os tecidos devem ser duráveis, mas leves e não incomodarem a pele dos pequenos.

Quanto menor a criança, maior atenção deve ser dada a essa característica.

Além disso, é importante lembrar que as crianças não limitam seus movimentos como os adultos, não importa se estão vestidas para o dia a dia ou para uma ocasião especial.

O que para eles realmente vale a pena é aproveitar cada momento com muita alegria e diversão.

Sendo assim, na hora da compra a qualidade dos tecidos e do acabamento de cada peça devem ser observados com muita atenção.

Dessa forma, você evita qualquer tipo de problema relacionado a danos da peça, quando ela ainda está nova.

3.  Esteja atento à opinião das crianças

Muitos adultos erram na hora da escolha da roupa de criança porque não consideram a opinião de quem vai vestir as peças.

Conversar com os pequenos e permitir que eles escolham o que querem vestir é uma das melhores formas de fazer uma compra assertiva.

Quando já estão na fase de opinar, podem escolher cores, modelagens, estampas e até mesmo os acessórios que combinam com seu estilo.

Nesse momento, é importante que os pais os orientem para que aprendam desde cedo como montar um look para os diferentes tipos de eventos.

Ou seja, a criança vai aprender que as peças usadas para um passeio ao parque, não poderá ser a mesma para um casamento ou festa de aniversário.

O mesmo acontece com os sapatos. Eles precisam combinar com o estilo escolhido e assim valorizar o look.

4. Cuidado com o tamanho das peças

É comum ouvir alguns pais dizendo que preferem comprar peças grandes porque as crianças estão em fase de crescimento e assim as roupas vão durar muito mais.

No entanto, na maioria das vezes um erro crasso é optar por tamanhos muito maiores.

roupa infantil moda
Reprodução

Como resultado é preciso adaptar as peças com dobras ou pequenas costuras, interferindo na construção de um look bacana para as crianças.

Lembre-se que, assim como os adultos, as crianças gostam de se sentirem bonitas e bem vestidas.

Por isso, na hora de comprar roupas novas, uma dica é se basear nas peças que elas já possuem. Avalie se estão pequenas ou justas.

Assim, você conseguirá escolher as novas em um tamanho que seja favorável ao uso imediato e por um período maior de tempo.

Para quem não quer investir em tantas peças de uma só vez, considerando o fator de crescimento acelerado, uma dica é investir em peças coringas. Elas devem ser de qualidade, confortáveis e com cores neutras.

Calças escuras, camisas de algodão com diferentes cortes, bermudas de sarja ou jeans ajudam a construir looks variados, sem que seja preciso repetir a mesma peça com frequência.

Conclusão

Se você estava acostumado a comprar peças de roupas baseado apenas nas questões econômicas, ao ler esse artigo foi possível perceber que há outras informações a serem consideradas.

Portanto, antes de sair para fazer novas compras de roupa de criança em 2022 não se esqueça de prezar primeiramente pelo conforto, pois esse é o principal critério para agradar as crianças.

Ademais, não se esqueça da qualidade. As roupas devem ser bonitas, estilosas e duráveis. Jamais despreze a opinião dos pequenos.

Pois, é por meio dela que eles demonstram o tipo de roupa que os fazem sentir-se bem.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.